nanosenaqm.eu | Colaboradores e associados
EU funded project providing real time air quality monitoring through low cost - low consumption sensors based on nanotechnology with cloud system analysis.
NanoSen-AQM, air quality monitoring, nanosensors, low cost sensors, Interreg, Sudoe, nanotechnology, cloud, real time
17027
page-template-default,page,page-id-17027,cookies-not-set,qode-social-login-1.0.1,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-17.2,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

COLABORADORES

CSIC – ITEFI

Consejo Superior de Investigaciones Cientificas – Instituto de Tecnologías Físicas y de la Información “Leonardo Torres Quevedo”

O ITEFI faz parte do CSIC, a maior instituição pública de Espanha dedicada à I+D, e ocupa o terceiro lugar entre os maiores organismos de investigação da Europa. O objetivo do ITEFI é fomentar a investigação científica e tecnológica multidisciplinar em tecnologias físicas avançadas nos terrenos da acústica, dos ultrassons e da deteção de gases, e também no contexto das tecnologias da informação relacionadas com o tratamento de imagens por ultrassons, da segurança das comunicações e da criptografia, com o propósito último de transferir conhecimento e tecnologia para a indústria e a sociedade.

O grupo de I+D de Nanossensores e Sistemas Inteligentes (NoySI) do ITEFI participa no projeto NanoSen-AQM, do qual é coordenador. NoySI é um grupo pioneiro em Espanha no que se refere ao desenvolvimento de sensores químicos avançados e de sistemas multissensoriais destinados à análise de misturas gasosas complexas, bem como das suas aplicações nos setores agroalimentar, ambiental, da saúde e da segurança.

https://www.itefi.csic.es

UEX

Universidad de Extremadura – Escuela de Ingenierías Industriales / Facultad de Ciencias

A UEX é a maior instituição pública de âmbito académico e de I+D da região autónoma espanhola da Extremadura.
A participação da UEX no projeto NanoSen-AQM faz-se através de dois grupos de I+D: por um lado, através do grupo de Perceção e Sistemas Inteligentes (PSI), constituído por engenheiros eletrónicos e informáticos com uma vasta experiência no desenvolvimento de sistemas de instrumentação e medição para sensores de gás, assim como de software informático para o tratamento de dados e para aplicações web e móveis; por outro, através do grupo de Análise Química do Meio Ambiente (AQUIMA), integrado por químicos e físicos com uma grande trajetória no terreno do desenvolvimento, da validação e da aplicação de métodos de análise e de interpretação de dados para a avaliação da poluição.

https://www.unex.es

AIGUASOL

AIGUASOL é uma empresa internacional de engenharia e consultadoria energética e ambiental cujo objetivo é a criação de espaços interiores e exteriores e a elaboração de sistemas e processos excecionais, confortáveis e eficientes, que tenham um impacto positivo no ambiente. Fundada em 1999 em regime cooperativo, a AIGUASOL incorpora em 2017 todos os recursos humanos e materiais da ZEROHUB, outra cooperativa especializada em iniciativas ambientais inovadoras, criadora de uma ferramenta de sensibilização da qualidade do ar que lhe valeu um prémio no Smart City Expo World Congress (SCEWC) de 2015, em Barcelona, e que já foi implementada em dois municípios da província de Barcelona. A equipa está formada por mais de vinte profissionais de alto nível de experiência técnica e científica, entre os quais se incluem engenheiros, doutores, físicos e arquitetos, com uma notável experiência tanto na empresa privada como em centros de investigação.

https://aiguasol.coop

UÉvora

Universidade de Évora – Escola de Ciências e Tecnologia

A Universidade de Évora – Escola de Ciência e Tecnologia participa no projeto NenoSen-AQM através de duas unidades de I+D, ambas com competências essenciais para o desenvolvimento do sistema de cloud necessário para a gestão dos dados de qualidade do ar durante a fase de validação in situ do sistema multissensor, objeto do NanoSen-AQM. O Laboratório de Informática, Sistemas e Paralelismo (LISP) reúne investigadores das universidades de Évora, Beira Interior e Algarve e do Instituto Politécnico de Beja, e tem experiência em tratamento e recuperação de informação, aprendizagem automática, sistemas distribuídos, computação em nuvem e aplicações web and móveis. O grupo do Instituto de Ciências da Terra (ICT) engloba uma equipa de investigadores das universidades de Évora, do Minho e do Porto, e tem experiência em monitorização da poluição atmosférica.

http://www.uevora.pt

FCTUC

Universidade de Coimbra – Faculdade de Ciências e Tecnologia

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) é a maior faculdade da Universidade de Coimbra e uma referência indiscutível no âmbito do ensino superior e da investigação em Portugal, devido à qualidade dos cursos oferecidos e aos avanços obtidos em matéria de investigação pura e aplicada em várias áreas do conhecimento. A FCTUC possui competência em tratamento de dados de sensores (filtração, estandardização e deteção e tratamento de dados falsos) e experiência na criação de algoritmos para a extração de informação (métodos de inferência baseados no conhecimento), plataformas em sistemas cloud e sistemas ubíquos. Estos aspetos são fundamentais para o tratamento dos dados de qualidade atmosférica obtidos através de sistemas e redes de sensores como os que verão a luz no decorrer do projeto NanoSen-AQM.

http://www.uc.pt

CNRS-CIRIMAT

Centre National de la Recherche Scientifique – Délégation Midi-Pyrénées – Centre Interuniversitaire de Recherche et d’Ingénierie Des Matériaux

O laboratório CNRS-CIRIMAT situa-se em Tolosa, França, e é uma Unidade de Investigação Mista (UMR CNRS 5085) distribuída pelo campus universitário Paul Sabatier e pelo campus INPT-ENSIACET. Também faz parte do Instituto Carnot Chimie Balard Cirimat (Montpellier, França), que oferece soluções inovadoras de I+D a empresas nos campos da Química, dos Materiais e dos Processos. O CNRS-CIRIMAT está orientado para problemática das empresas em vários setores: Saúde-Cosmética, Energia, Transporte, Materiais de Alto Rendimento, Química e Processos Sustentáveis.

O grupo “Óxido de Valência Mista”, que participa no projeto NanoSen-AQM, é especialista em deposição de películas finas de óxido mediante a pulverização por radiofrequência, e, em concreto, na preparação de películas finas de óxidos complexos com uma elevada proporção de superfície/volume e propriedades elétricas melhoradas, sensíveis ao gás, para a sua aplicação em sensores de gás resistivo (sensores de gás MOS ou MOX).

http://www.cirimat.cnrs.fr

CNRS-LAAS

Centre National de la Recherche Scientifique – Délégation Midi-Pyrénées – Laboratoire d’Analyses et d’Architecture des Systèmes

O CNRS-LAAS faz parte da Rede francesa de Centros Tecnológicos RENATECH. Dispõe de uma sala limpa de classe 100 com uma superfície de 1500 m2 que inclui instalações de micro e nanotecnologia, plataformas de fabrico e equipamento de caracterização de material. O grupo MICA, do departamento de Micro-Nano e Biotecnologia do CNRS-LAAS, envolvido no projeto NanoSen-AQM, produz sensores óticos e químicos para a análise de gases e líquidos. Em concreto, com uma longa trajetória em I+D no âmbito da tecnologia de sensores de gás MOX, serão utilizadas umas microplataformas específicas baseadas em silício (com opção de aquecimento) para a preparação e fabricação de sensores multigás com novos métodos de funcionamento e de aquisição de dados.

https://www.laas.fr/public/en

RAY-IE

Ray Ingeniería Electrónica S.L.

A empresa RAY-IE dedica-se à conceção, ao desenvolvimento e ao fabrico de instrumental para a monitorização e o controlo de processos industriais e poluição atmosférica. Possui competências no que se refere à elaboração de cartões eletrónicos e circuitos impressos, à programação de microcontroladores para o controlo de protótipos, à validação de instrumentos para o controlo da qualidade do ar e ao tratamento de dados em sistemas multissensores.
A contribuição da RAY-IE ao projeto NanoSen-AQM inclui a conceção e o desenvolvimento do sistema eletrónico, sendo responsável pela sua integração nas plataformas de controlo da qualidade do ar, e ainda dar apoio aos utilizadores das plataformas durante as campanhas de medição. Também participa na implementação do software para o tratamento e a gestão dos dados de poluição do ar.

http://www.ray-ie.com

DIPUTACIÓN DE ÁVILA

Diputación de Ávila – Área de Asuntos Europeos, Energía, Promoción y Turismo

A Deputação de Ávila é o governo e a administração pública que representa 248 municípios do interior de Espanha. As competências da Deputação Provincial de Ávila são proporcionar assessoramento jurídico e técnico aos municípios, e, em relação ao controlo da qualidade do ar, levar a cabo um Plano Estratégico de Gestão e Controlo da Qualidade do Ar, a fim de preservar e melhorar as condições atmosféricas do território, presente, em mais de 40 % de extensão, na rede Natura 2000. Além disso, a Deputação Provincial de Ávila pode coordenar as atuações com a autoridade regional competente em matéria de Controlo de Qualidade do Ar na província.

https://www.diputacionavila.es

SOGF

Junta de Extremadura – Consejería de Medio Ambiente y Rural, Políticas Agrarias y Territorio

A Direção-Geral do Meio Ambiente do Governo da Extremadura (SOGF) é o organismo competente em matéria de qualidade do ar naquela região administrativa, levando a cabo atividades de controlo e seguimento dos agentes poluentes atmosféricos, regulados pelo Real Decreto espanhol 102/2011 e posteriores modificações. A Extremadura conta com a Rede de Proteção e Investigação da Qualidade do Ar da Extremadura (REPICA), com um objetivo próximo ao do projeto NanoSen-AQM: a criação de uma rede de vigilância e investigação da qualidade do ar no meio regional (concebida e gerida pelo SOGF, e com a colaboração da Universidade da Extremadura), que consta de seis estações fixas e duas estações móveis que medem até 16 parâmetros da qualidade do ar, além de parâmetros meteorológicos.

http://xtr.gobex.es/repica

AMB

Área Metropolitana de Barcelona

A Área Metropolitana de Barcelona (AMB) é a administração pública da zona homónima, que ocupa 636 km2 e está formada por 36 municípios com mais de 3,2 milhões de habitantes.
O Conselho dos Municípios Metropolitanos para a Luta contra a Poluição Atmosférica de Barcelona é um organismo liderado pela AMB que tem como objetivo final a consecução de uma estratégia conjunta para melhorar a qualidade do ar da área metropolitana de Barcelona. A AMB coordena seis grupos de trabalho contra a poluição atmosférica com o objetivo principal de definir e coordenar um protocolo de atuação contra possíveis episódios eventuais de poluição atmosférica, em colaboração com os municípios metropolitanos.

http://www.amb.cat/en/home

ASSOCIADOS

EEA-CODA

Ecologistas en acción

EEA-CODA é uma confederação de mais de 300 grupos ecologistas distribuídos por todo o território da geografia espanhola. A poluição atmosférica é uma das áreas de maior ênfase da EEA-CODA, através da qual levam a cabo atividades de seguimento das redes de qualidade do ar e de denúncia de episódios de poluição atmosférica não detetados por elas, assim como a elaboração de propostas concretas e viáveis para a melhoria da qualidade do ar e campanhas de informação e sensibilização nas vilas e cidades.

A EEA-CODA assessorará o projeto NanoSen-AQM relativamente à definição e difusão de campanhas de sensibilização vinculadas à qualidade do ar.

https://www.ecologistasenaccion.org

UPM-ETSII

Universidad Politécnica de Madrid – Escuela Técnica Superior de Ingenieros Industriales

O Departamento de Engenharia Química Industrial e de Meio Ambiente da UPM-ETSII desenvolve atividades de I+D no âmbito da amostragem e da análise de agentes poluentes e também na modelização da qualidade do ar. Além disso, coordena o projeto “Técnicas inovadoras para a avaliação e melhoria da qualidade do ar urbano” (Tecnaire-CM, 2013-2020) da Região de Madrid e conta com uma vasta experiência na avaliação de planos e programas e na avaliação do impacto das atividades adquiridas através de numerosos contratos e acordos com a administração pública e o setor privado.
A UMP-ETSII irá assessorar o projeto NanoSen-AQM em questões relacionadas com sensores, irá contribuir para a difusão do projeto e promover a utilização em atividades académicas de sistemas desenvolvidos.

https://www.etsii.upm.es

Subscribe to our newsletter to receive updates about the Project!
You don't have permission to register